Press Release

Açúcar Guarani convida consumidores a rebatizarem receitas que têm nomes com viés preconceituoso

Download PDF
Campanha “Respeito Na Medida” estimula o debate e a reflexão sobre nomes de doces tradicionais, como nega maluca ou espera marido, que ofendem as mulheres

Olímpia, 03 de novembro de 2022 – Maria mole, espera marido, teta de nega, bolo nega maluca. Quem nunca se deparou com esses doces tradicionais, que lembram a infância dos brasileiros? Pois a nova campanha do Açúcar Guarani, marca de varejo da Tereos no Brasil, chama a atenção para esses nomes, que têm um viés preconceituoso, e promove um debate sobre eles, convidando os consumidores para contribuírem com novas sugestões para rebatizar as receitas.

Com o mote “Respeito Na Medida”, a campanha busca trazer visibilidade para o tema e disponibiliza uma votação online para que as receitas sejam rebatizadas, ganhando novas identidades. O filme da nova campanha já traz algumas sugestões dadas por crianças, que reagem aos nomes dos doces e estranham as denominações. O vídeo mostra um experimento feito com crianças e adultos, em que, a partir das percepções das crianças em relação aos doces, os nomes das receitas são questionados.

“A partir da perspectiva infantil apresentada no filme, trazemos a reflexão sobre como estamos condicionados a reproduzir pensamentos e comportamentos sem muita atenção ou tom crítico. Com a campanha, nossa ideia é fazer as pessoas refletirem sobre esses nomes de receitas que parecem tradicionais e inofensivos, mas que acabam ofendendo as mulheres”, diz Gustavo Segantini, diretor comercial da Tereos.

Além do apoio popular para rebatizar os nomes dos doces via votação no site, a campanha também vai realizar um trabalho para conscientizar padarias a alterarem voluntariamente a denominação de suas receitas e exibir os materiais informativos sobre a iniciativas em seus pontos de venda.

A campanha vai, ainda, reverter cada voto recebido no site em uma doação de R$ 1,00 direcionado para a ONG Mãos de Maria. O projeto, que cresceu dentro da comunidade de Paraisópolis e já atendeu a mais de 4 mil mulheres, hoje é um negócio de impacto social no ramo alimentício e traz um espaço de fala para a população feminina em situação de vulnerabilidade social, promovendo autonomia econômica e capacitação profissional.

Para ajudar a rebatizar as receitas e sugerir novos nomes, basta acessar o site guaranimaisqueacucar.com.br/respeitonamedida.