O processamento de cana-de-açúcar constitui a terceira fonte de receita da Tereos. No Brasil, o Grupo atua no setor desde 2000.

Em números

7

unidades industriais no Brasil

300K

hectares de área plantada no Brasil

20,9M

de toneladas de cana processadas na safra 20/21 no Brasil

Nossa principal matéria-prima

A cana-de-açúcar corresponde a 80% da produção mundial de açúcar, tornando-se a principal matéria-prima do produto. A cana-de-açúcar é uma planta tropical alta, da qual as hastes são colhidas. Elas são compostas principalmente de água, açúcar e fibras conhecidas como bagaço. A colheita acontece quando a concentração de açúcar é alta, ocorrendo em média após 12 meses. Uma vez plantada, a cana pode durar vários meses (até 240 dias). Uma tonelada da cultura produz aproximadamente 115 kg de açúcar.

  • Fotos_tamanhos-03
  • Image-Sustainability-Agriculture-Durable-2

Processo industrial

Após a colheita, a cana é triturada e esmagada. Essa moagem produz um suco e um resíduo fibroso, o bagaço. O suco é peneirado e depois aquecido e filtrado para livrar-se das impurezas. Em seguida, vai para os evaporadores para extrair o caldo que combina cristais de açúcar e um licor-mãe. Os cristais de açúcar são finalmente separados em uma centrífuga.

  • Tereos – Galileo – 07/03/2018
  • Plantio, manutenção e produção da cana-de-açúcar na Guarani S.A

Fonte de energia

Globalmente, a Tereos atua nos segmentos de álcool (para a indústria de bebidas, cosméticos e química) e bioetanol.

O bagaço também é recuperado e depois queimado para gerar eletricidade a partir do vapor. A cana-de-açúcar desempenha um importante papel na autonomia energética. No Brasil, Moçambique, Quênia, Tanzânia e Ilha da Reunião, as plantas da Tereos são autossuficientes em energia e o excedente gerado alimenta a rede pública.

Rendimentos crescentes

Contando com seu know-how agronômico e industrial, a Tereos tem investido no desenvolvimento da produção e melhorado a produtividade da cana-de-açúcar, graças ao plantio e colheita mecanizados no Brasil. No país, a Tereos atua em uma área agrícola de 300 mil hectares. O Grupo é pioneiro na introdução de novas tecnologias, seja em agricultura de precisão ou no uso de data analytics, com dados capturados por tablets e drones. As variedades de cana recebem atenção especial, com o objetivo de combinar bom rendimento com adequação aos solos e climas específicos.